Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

embriaguez_lunática

embriaguez_lunática

pequena_conversa_a_1#

O tempo preparou-me para não te ter do meu lado, a vida ajeitou-se para me fazer acreditar que não eras tu. Foram anos a identificar onde erramos, quem errou…inútil, e quando não consegues perceber o porquê, mais ilógico se transforma o sentir. Hoje presumo que estou acomodada, sim admito…acomodada a uma vida que quis construir do teu lado, mas no fim foi outra alma que me acompanhou. Tu perguntas-me porquê e a única resposta que te consigo dar é que: não sei.

Depois, oh depois como disse, a vida compôs-se sem saber nada de ti, concedeu-me um caminho distante do teu, e mesmo sempre caminhando passo a passo contigo, ainda assim bem longe de ti, acomodei-me ao meu novo mundo. E do zero construi um nada, mas um nada, que para mim é TUDO. Difícil? Eu sei, para ti é inalcançável o entendimento. E como eu te compreendo, pois se nem mesmo eu o consigo atingir.

O Tempo, esse fez-me muitas vezes olhar para trás, esse culpa-me, esse que leva dias e dias a apontar-me o dedo.

E Eu!? Ah eu, pois eu sei que unicamente serei culpada.

2 comentários

Comentar post