Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

embriaguez_lunática

embriaguez_lunática

se não é nada

Vem! Traz contigo a garra de me quereres, traz contigo a audácia de todo o universo. Levanta-te e diz-me ao ouvido tudo o que não és capaz de gritar. Para de ser correto e lembra-te que os loucos são mais felizes. Se é medo que sentes, coloca-o no bolso das tuas calças. Se é dúvida que tens, tira a prova dos nove, e logo saberás se o resultado está correto. Agora, se não é nada, vai e não olhes para trás. Liberta-me, não digas mais que sou especial, não me olhes dessa forma que me deixas nua, não me dês mais de beber desse teu amor desse teu carinho, pois embriagada já eu estou. Se não é nada, não venhas. Não deixes que o meu coração dispare, não deixes que ele tropece, para não se magoa em vão. Se não é nada, diz-me...pois assim eu posso ir ali e tentar ser feliz.

2 comentários

Comentar post