Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

embriaguez_lunática

embriaguez_lunática

Evidente#demais

É evidente que eles se querem, é notável o desejo que nutrem um pelo outro, ela avança e ele recua, mais tarde o ele investe e ela suspeita; e neste "joguinho" caminham os dois. Sempre na dúvida, será que sim será que não. Hoje quando te vi, senti-me completamente trémula, queria voar para os teus braços e num abraço perfeito confessar que te quero!! Queria ter segurado a tua mão e sentir os teus dedos entrelaçados nos meus e num gesto de carinho terminar com um beijo caloroso, somente para entenderes que não é só loucura, que não é ilusão, é sim um desejo mutuo que não controlamos. Podemos fugir eternamente, fingir que esquecemos, mas jamais poderemos apagar o sentimento que aqui coabita, e à espreita aguarda o momento em que a vergonha mingue e a coragem demonstre habilidade para crer que podemos ser felizes juntos.

Invasão#3

Quando julgo que esta loucura paralisou com tanta inercia e que para sempre partiste em busca de um novo sonho, vens e empurras-me. Fazes-me tropeçar novamente, e eu ainda embriagada por um desejo que não se explica, volto a sonhar-te. E neste paradoxo de sentir, volto a acreditar que podemos ser felizes. Caminho na tua direcção e tu num toque de magia vens e trazes contigo toda a ambição de me querer. Num beijo único e profundo os nosso lábios encontram-se e agora não mais se querem largar, mas de repente desperto para um novo amanhecer, e tu não estas lá, o beijo foi um sonho curto, um desejo inconsciente. A ânsia de te encontrar levantou-se comigo esta manha, o desejo caminha ao meu lado, a esperança renasceu no meu coração, talvez hoje seja o dia, talvez… 

 

desvaneios#0

Percorrer um sonho e encontrar-te nele. Cruzar o olhar e pensar que não me viste. Compreender que alcancei-te logo quando tu já não me querias ver, foram compassos diferentes que nos levaram ao abismo, ou talvez fosse somente a maré que mudou, e levou todos os teus sonhos, e nesse instante talvez tenha sido impedida de os segurar. Se algum dia despertares e ao nosso sonho quiseres voltar, torna-o autentico antes mesmo de me desalinhares. Colocar todos os satélites em ordem tem sido complicado a inexistência da gravidade torna tudo mais dificil, assim como a tua ausência trasforma os meus dias mais vazios. Saber que estás não têm sido suficiente para mim, gostava de saber que és, ou de outro modo que somos. E apesar dos nossos universos estarem distantes, ainda assim acredito que um dia será um único, maior e mais solido.

não era amizade

Um dia senti que não era amizade, percebi que o teu olhar me enchia a alma. A tua respiração causava-me arrepios mesmo sem a sentir. A tua voz percorria o meu corpo e beijava-me sem sequer me tocar. Um dia, por mais difícil que fosse tive que admitir que não era amizade. Era mais, muito mais, e porquê? Perguntava eu. E porquê? Perguntaste tu. Era a nossa oportunidade de mostrarmos como queríamos ambos o mesmo. Mas recuaste, presumo hoje que na verdade não querias. Não te cabe o peso que carregava nesse dia, não calculas a doze de coragem que tive que ingerir, não digo em vão, porque hoje estou mais leve. Agora vives na dúvida, já eu fiz o que o meu coração pediu. Hoje continuo a sonhar contigo, certamente desapropriado, no entanto fui capaz de admitir, por mais parvo que fosse o meu sentir. Seguimos em frente cada qual em seu destino, todavia como sempre...cordiais amigos.

Pura contradição#1

Quando sussurraste ao meu ouvido todos os sonhos que tinhas, esqueceste-te que passaria a carrega-los comigo, ignoraste a leveza deste meu sentir. Quando eu te falei do meu mundo, não entendeste que te estava a doar o meu coração. Quando embalaste os meus sonhos não compreendeste que passarias a coabitar aqui. Talvez o erro tenha sido meu, pois permiti que invadisses um lugar intocável, que defendi com armaduras de ferro, mas não o suficiente para impedir que o transpusesses. E Hoje estou aqui, aguardar um sinal teu, que tarda em não aparecer. Contudo, sei que é o melhor para mim, e contra a minha vontade, desejo que não venhas.

 

invasão#0

Hoje voltaste a invadir o meu espaço, voltaste a entrar sem seres convidado. Vens pela noite dentro, com esse teu olhar de rebuçado, vens devagar para poderes ser apreciado, ligas todas as luzes do meu sonho e depois...e depois sais, como quem somente quer provar que ainda aqui habita.