Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

embriaguez_lunática

embriaguez_lunática

Existem amores que são para deixar

Existem amores que são para deixar… Tudo é transitório, tudo têm um começo e um fim.

Se até a vida têm um final, porquê um amor igualmente não o tem.

Quando eu morrer, certamente não quer dizer, que eu não gostaria de continuar a viver, assim é, com certos amores, temos que os deixar ir, findar e não é por isso que deixamos de amar, muitas vezes, é precisamente o contrario…é por amar demais… assim como a vida, não escolhes partir, muitos partem quando mais queriam viver.

Deixei-te ir, porque te amo imensamente para te prender a mim.

Não é o tempo nem o lugar que faz um amor maior. Tu foste um amor maior, e fomos ambos que fizemos dele o amor da nossa vida e deixar-te ir foi o maior ato de amor que poderia ter para contigo.

És_*

Existem ligações inseparáveis, ligações que vão continuar perfeitas mesmo sem se tocarem, existem pessoas que te vão acompanhar para sempre, mesmo que não caminhem do teu lado, existem momentos que te farão companhia por tempos infinitos. E Tu És a pessoa que me irá acompanhar para sempre, És aquele abelhudo que me trás consigo, mesmo que seja impossível, És aquele que colocas um sorriso nos meus lábios, mesmo nos dias em que somente as lágrimas teimam em cair; És aquele que me entende com um olhar, És a medida perfeita para mim, És a loucura que perdi, És aquele que que me amou pela essencia do que sou, e não pelo corpo fui, és a magia que um dia criamos, És o desejo que nunca se perdeu, És um passado lindo, um presente falhado, e um futuro que quero viver. És a vela no escuro, És o doce no meio do amargo, És o pássaro que libertei, És o mesmo pássaro que nunca quisera voar e eu forcei. És a alegria no fundo da tristeza, és a boca que beijei, os lábios que deixei, o sorriso que perdi.

E serás sempre o Homem que eu amei…amo...amarei...

...#1

Foram tempos diferentes, compassos perdidos no meio da multidão, foram janelas fechadas e portas trancadas. Foram dias e noites a correr para te alcançar, foram montanhas e planícies de sonhos inalcançáveis. Já não poderíamos ser mesmo nada, se nada quisemos ser um para o outro. Agora, tu ai escondido no teu abrigo e eu embrulhada na imensidão deste meu vazio, questionamos-nos se foi esse o melhor trilho. Temo que não tivesse sido, porem foi o que escolhemos e será esse que nos transportará para o futuro. Lamentar é fútil, sem preceito. Viver na ilusão do que poderia ser…essa sim será a maior prisão de um Homem, e esse itinerário não será meu. A ti, deixarei espaço no coração, pois é inevitável que te carregue nele. Mas dai a persistir, vai uma grande distancia. O que tiver que ser, será.

Pensamentos_lunático#6

Um dia todas as estrelas no céu irão sentir inveja do nosso amor, nesse dia todo o universo irá nos contemplar e saudar pela alegria e perfeição deste amor, calculo que não exista espaço na terra para um amor como o nosso. Só isso explica o porquê de não estarmos juntos, mas assim que o universo estiver preparado para o nosso amor, não existirá galáxia alguma que nos separe.

Têm sido difíceis estes momentos em que não te vejo, confesso. São dias que parecem anos, gostava mesmo era poder invadir o teu espaço, colidir com o teu mundo e formar um novo planeta, no entanto isso causaria explosões e por consequência destroços, todavia seria um mal necessário para uma nova vida.

Pensamentos_lunáticos#5

Procurei-te a noite inteira, em vão corri o mundo dos sonhos, pois vens somente quando te dá na “telha”, na imensidão desse teu olhar percorri os mais duros caminhos, queria descobrir o que me reservava esse amor, foram montanhas e planícies de olhares e sorrisos, carinhos disfarçados de tempestades tropicais. Mas nada encontrei, somente medo, sim medo de falhar, medo de magoar. Sem perceberes que a ferida aqui já é cicatriz. E nesse entrave pergunto se valera o preço de ter medo e não avançar. Creio que não, acredito que um dia quando a coragem te abundar serei eu que não vou querer pisar um chão que não é o meu. E nesse dia talvez sejas tu a percorrer os sonhos á procura do meu olhar, um olhar que poderá estar escuro sem brilho porque o medo o apagou, por um ciclone chamado decepção.

 

Passado#1

Foste um mundo de descobertas, em tempos a pessoa mais importante na minha vida, sim é verdade, concedi-te esse papel. Foi a ti que dediquei a minha adolescência, foi contigo que sonhei em noites mágicas, foste tu que me fizeste estar acordada por madrugadas continuas. Na realidade foi contigo que soube o que era um beijo apaixonado, um olhar inocente e um sorriso verdadeiro. Foi contigo que aprendi a comunicar sem soletrar qualquer palavra, brindaste-me com um amor puro, partilhamos a alegria de sermos nós, na verdade sem mascaras forçadas pelas sombras da sociedade, ofereceste-me o que de mais belo um homem pode conceder a uma mulher, a totalidade de um amor puro. E por isso sou te grata, e por isso estarás sempre na minha memoria e no meu coração. Como eu costumo dizer soubeste escrever no meu livro, soubeste marcar a página e manter-te por muitos anos no mesmo capítulo...

Quando o passado retorna...

Andei metade da minha vida a tentar arrumar um passado muito feliz, no entanto carregado de mágoas, andei a vacinar-me contra ele, ganhei anticorpos, e de repente o passado apresenta-se no presente, e como se nada fosse disse: voltei, aqui estou eu de novo para te atormentar. Agora pergunto eu, com as gavetas todas arrumadinhas, com tudo organizado, chegas e desarrumas tudo de novo, vens e queres levar-me contigo, sem destino traçado, sem compromisso marcado, o que pretendes? Chegaste e já causaste um Tsunami na minha vida. Não podes, não poderei conceder-te esse poder. Já passaram muitos anos, tudo mudou…o passado não será igual no presente, nunca…e o pior de tudo, é que quando o passado retorna ainda mexe muito comigo.

pequena_conversa_a_1#

O tempo preparou-me para não te ter do meu lado, a vida ajeitou-se para me fazer acreditar que não eras tu. Foram anos a identificar onde erramos, quem errou…inútil, e quando não consegues perceber o porquê, mais ilógico se transforma o sentir. Hoje presumo que estou acomodada, sim admito…acomodada a uma vida que quis construir do teu lado, mas no fim foi outra alma que me acompanhou. Tu perguntas-me porquê e a única resposta que te consigo dar é que: não sei.

Depois, oh depois como disse, a vida compôs-se sem saber nada de ti, concedeu-me um caminho distante do teu, e mesmo sempre caminhando passo a passo contigo, ainda assim bem longe de ti, acomodei-me ao meu novo mundo. E do zero construi um nada, mas um nada, que para mim é TUDO. Difícil? Eu sei, para ti é inalcançável o entendimento. E como eu te compreendo, pois se nem mesmo eu o consigo atingir.

O Tempo, esse fez-me muitas vezes olhar para trás, esse culpa-me, esse que leva dias e dias a apontar-me o dedo.

E Eu!? Ah eu, pois eu sei que unicamente serei culpada.

um amor torto

Nas memórias pairavam saudades de um amor torto, todavia puro e perfeito, mas cheio de incompatibilidade criadas por Eles, por ser um amor direito e um amor avesso, um amor carregado de emoções, Eles eram completos, mas eram opostos, Eles eram livres mas presos a uma ambição de querer mais, sem perceberem que já eram tudo. Eles destruíram a fortaleza desse amor, depois disso foi tão fácil de-tê-los. Na época pouco ligaram, pois em tempo de descobrimentos eram Eles destemidos e ambiciosos, contudo muito cedo a maior descoberta que fizeram era que perderam o que de melhor tinham construído, mesmo assim Ela insistiu em não recuar, Ela insistiu no caminho que planeou, mas sem Ele, sempre acreditando que iria conseguir. Ele mesmo assim procurou-a e tentou faze-la crer que não era por ali, mas Ela já carregava mais medo do que coragem, pelas batalhas perdidas, Ela não conseguia acreditar que podiam ser novamente felizes.

Uma mistura agridoce

Uma mistura agridoce, uma sensação de inacabada, um desejo incompleto, uma fórmula imprecisa. Éramos um abrigo primoroso, que fazia a delicia de ambos, éramos o segredo guardado num coração congelado. Fomos saudade e lembranças, éramos o ontem e o hoje, sem nunca termos sido um amanhã. Agora nada somos, mesmo que a vontade seja gigantesca, haverá sempre um motivo que bloqueia, haverá sempre uma condicionante que nos fará recuar. E perdidos iremos continuar, eu embriagada pelo desejo que carrego, na anseia de um beijo prometido, de um toque anunciado e de um olhar marcado pela saudade que caminha ao meu lado, já tu, iras culpar-me eternamente pelo desperdício deste amor, pelas escolhas, pelas atitudes e falta delas…